12 coisas para um estudante de Comunicação fazer nas férias

Ahh.. as férias! Por um mês, nada de fichamentos, resenhas, filmes chatos, ou ter o Google como seu único amigo e companheiro fiel. Hora de descansar, viajar, ir no cinema, na balada, putiar, enfim.. Claro que SIM!

Mas férias também são um ótimo momento para você poder se dedicar um pouco do seu preciso ócio para estudar um pouco e manter-se atualizado.. por que não!?

Resolvi criar esse post para passar algumas dicas para os pequenos padawans da comunicação a partir do que eu aprendi em meus 4 anos na faculdade. Pra quem não me conhece, sou estudante do último ano de comunicação em uma universidade pública (Unicamp), sou heavy-user de interet, trabalho com mídias sociais, já fiz muita coisa e também deixei de fazer muita coisa. Tudo isso serviu de aprendizado, e um pouco disso é o que virá a seguir.

Mas é claro que são apenas dicas. Se você deixar de seguir algumas delas não irá nem perder sua oportunidade de estágio e nem será castigado por Deus.

Primeiro, aproveite as férias para se lembrar do ‘por que você decidiu estudar comunicação?’

Ora, você escolheu estudar comunicação porque é isso que você ama, não é verdade!? Se você quisesse dinheiro rápido, teria estudado engenharia; ou se quisesse fama imediata, teria mandado um vídeo pelado/a para o Big Brother. Você precisa amar o que faz.

Lembre-se por que você escolheu estudar comunicação. Essa é uma carreira ampla, e com certeza você curte algumas áreas mais do que outras. Na faculdade te obrigar a ler e escrever o que você não tem vontade; então comece as férias pensando num jeito de finalmente estudar aquilo que você realmente gosta, e que é o motivo por você ter metido o pé nessa jaca.

Uma vez feito isso, vamos as dicas:

1. Crie um blog;

Não, os blogs não morreram, muito pelo contrário. A audiência dessa plataforma só cresce, e está sendo cada vez mais explorada por empresas e pessoas comuns. Um blog pode ser usado como portfólio, como simples exercício, como manifestação etc. Crie um blog pessoal, escreva textos próprios com frequência ou comente textos que você encontra por aí. No blog você tem espaço para mostrar quem você é e o que você sabe fazer, sem limite de linhas ou posts.

Lembre-se: não adianta nada criar um blog apenas para republicar textos. Gere conteúdo próprio! E o mais importante: escreva sobre algo que você gosta.

Em um post mais antigo aqui, já comentei um pouco sobre por que ter um blog e dei algumas dicas de como mantê-lo. Dá uma lida lá.

2. Pesquise e leia na web sobre algo que te interesse;

Vou contar o que costumo fazer: Me interesso por fotografia, um pouco de design, redes sociais, webwriting, produção de vídeo para web.. enfim. E você acha que eu aprendi qualquer uma dessas coisas na faculdade? ¬¬

Acompanho uma série de blogs sobre todos esses temas. Pra não me perder em meio a tanto conteúdo que é publicado diariamente, organizo tudo no Google Reader; afinal, já é hora de você ter mais intimidade com as ferramentas do Google. Não curte? Então use o Delicious para salvar seus links, receber diariamente conteúdos que vão te interessar e ainda recomendar posts para seus amigos. Já tem o novo Google Plus, então fique de olho no Sparks para receber conteúdos que interessam à você. Se quer encontrar novos blogs sobre assuntos que te interessam, use o Google BlogSearch. Ainda pra saber o que está sendo mais falado nas mídias sociais sobre determinado assunto que te interessa, use o Topsy.

3. Familiarize-se com novas ferramentas de comunicação: (Lindedin, SlideShare, Google Plus);

Explorar novas ferramentas de comunicação é algo importante, mesmo que você não tenha interesse em usá-las com frequência. Apenas saber do que elas são capazes e saber como lidar com elas já pode ser um diferencial.

Você está prestes a entrar no mercado de trabalho? Então comece pelo Linkedin, a rede social dos profissionais. Acredite, você NÃO será chamado para dezenas de entrevistas de emprego só por estar lá. Mesmo assim, vale a pena participar e deixar registrado lá o que você tem a oferecer. LinkedIn é uma rede complexa, repleta de ferramentas que muitos usuários até desconhecem.

Ahh.. por favor, se for linkar seu Twitter com seu Linkedin, permita apenas que tweets com a hashtag #in sejam compartilhados também em sua rede profissional. Não pega que bem tweets do tipo “cheguei tão bêbado da festa que nem consegui colocar a chave de casa na fechadura” caiam no Linkedin.

Slideshare – Ta aí uma mídia social que pode ser muito útil para o estudante, porém muitos deles nem lembram que existe. Que tal dar uma olhada nas milhares de ótimas apresentações que estão lá, de graça. Eu, por exemplo, sempre acompanho os slides sobre marketing digital do Interney, um dos meus favoritos.

Google Plus – Conheça a novidade do Google no ramo social. Se vai dar certo eu não sei, mas vale a pena estar por dentro da novidade.

Skoob – Uma rede social para leitores. Lá você monta sua estante com os livros que tem e leu, conta o que está lendo, compartilha trechos de livros, e o melhor: encontra livros sobre os temas que te interessam indicador por quem entende do assunto. Vale a pena dar uma passada por lá de vez em quando.

4. Busque referência e inspiração;

Mais uma vez me usando como exemplo: muitos dos assuntos que eu curto, eu não encontrei na faculdade. O que eu fiz, pesquisei autores e referências na internet. Na web você encontra autores que ainda passam longe de muitos meios acadêmicos, mas que hoje são extremamente importantes. Henry Jenkins, Manuel Castells, Geoffrey Long, Pierre Levy, Lawrence Lessig, entre muitos outros pesquisadores e autores eu conheci e estudei pela internet. Como eu disse, as férias são um ótimo período para você lembrar o que realmente gosta e ir estudar sobre.

5. Crie seu portfólio;

Existem várias maneiras de se criar um portfólio online, de acordo com o seu trabalho e as suas necessidades. O meu favorito é através de um blog, onde eu crio links para minhas redes sociais, divulgo meus trabalhos, comento livremente sobre eles, e ainda divulgo e comento textos que são de meu interesse. Para criar portfólios gratuitamente e com bom apelo visual, recomendo o Carbonmade, Flavors, e por que não!?.. O Tumblr.

6. Trabalhe a sua rede de contatos;

Ninguém apende sozinho, e acredite, você pode aprender até muito mais através de pessoas da sua área de trabalho do que dentro da sala de aula. Principalmente graças ao Twitter, criei uma boa rede de contatos, seguindo pessoas com interesses em comum e iniciando o diálogo com elas. Fiz a mesma coisa participando de eventos, como a Campus Party 2011. Isso se chama Networking, e é muito importante para o seu Q.I. (quem indique).

Aproveite as férias para conhecer boas pessoas para se acompanhar no Twitter, para participar de fóruns de discussão na internet, ou para programar seus eventos no próximo semestre. Tem SUA e Social Media Week vindo aí.

7. Aprenda um software novo.

Você não precisa ser craque em todo o pacote Adobe. Mas garanto que o conhecimento técnico em qualquer software um dia será útil. Baixe tutoriais na internet e aprenda os princípios básicos de um software que você tem muita vontade de aprender, mas nunca teve tempo.

8. Respire outros ares

A vida não é só aquilo que você mais gosta, ou aquilo que aprendeu na faculdade. Que tal  ler um pouco sobre programação, aprender sobre InDesign, colecionar trabalhos artísticos em fotografia, fazer um vídeo para o Youtube…? Arrisque-se um pouco fora do seu lugar de origem para ter repertório e talvez até se interesse por uma nova área.

9. Crie um projeto que seja multimídia

O comunicador precisa saber trabalhar com texto, vídeo e som. Pode ser um blog, uma simples história contada de jeitos diferentes, mas o importante é saber como se comunicar com as mais diferentes mídias. Não é complicado, o importante é que imagens, texto e áudio trabalhem juntos para passar uma mensagem.

10. Faça um curso de curtíssima duração.

Pode ser para aprender a trabalhar num software, uma linguagem de programação, sobre fotografia, edição, enfim.. Online ou presencial. O importante é que haja uma sequência de etapas para serem seguidas. Pode ser uma introdução a um tema amplo, um aprender um conhecimento bastante específico.

Lembre-se: faça um curso sobre algo que te interessa muito.

11. Faça e publique um vídeo no Youtube

Não consigo evitar dar essa dica, afinal faço um curso relacionado ao audiovisual. Porém, saber trabalhar com imagens é fundamento para qualquer carreira relacionada à comunicação. Faça um vídeo sobre algo que você gosta. Pode ser um curta, uma reportagem, uma animação, uma vinheta, um tutorial, um documento da sua viagem de férias etc. Grave, edite e publique. Treine aquele software de edição de vídeo cheio de botões esquisitos que você nem sabe pra que servem com algo simples. Ponto pra quem gerar conteúdo relevante para outros usuários.

12. Não fique escondido.

O sucesso de um comunicador depende de sua habilidade fazer com que sua mensagem chegue ao destinatário e seja compreendida. Comunicação é lidar com públicos, com pessoas, por isso não se esconda no porão da sua casa para estudar, nem guarde tudo o que produzir numa pasta secreta em seu computador. Compartilhe aquilo que produzir e que acreditar valer a pena. A internet é um lugar repleto de gente interessada em conteúdo novo e em conhecer pessoas com interesses em comum. Também é um lugar cheio de especialistas de todas as áreas, que podem conversar com você, fornecer críticas enriquecedoras e estimular ainda mais a sua produção.

Aproveite as férias para gerar e encontrar conteúdo, além de conhecer pessoas interessantes pela rede.

Eu sei que falei mais de internet do que de qualquer outra mídia nesse post. Me desculpem, mas como eu disse, sou heavy-user e entusiasta da web. Mas vale a pena seguir algumas dessas dicas, adaptando para o seu jeito.

Fica aí a dica que alguém que está prestes a terminar a faculdade, mas é um eterno aprendiz de comunicação. 🙂

Anúncios

Sobre João Paulo

Data Intelligence na Ogilvy. Bacharel em Comunicação Social - Midialogia pela UNICAMP. Me dedico à compreensão, planejamento e execução de estratégias de comunicação em plataformas de mídias sociais. Leio muito sobre sobre Social Media e Transmedia Storytelling. Ver todos os artigos de João Paulo

2 respostas para “12 coisas para um estudante de Comunicação fazer nas férias

  • Cintia Lais

    curti muito as dicas!! vou tentar seguir algumas! principalmente a 7 e a 10! =)

  • Diibep

    Muito bom o artigo!

    Curso administração, mas sempre tive grande apreço pela comunicação, e confesso que a cada postagem do blog que leio, me apaixono mais por essa área.

    Parabéns pelo blog e por ser uma inspiração.

    Vê se volta a postar 😉 hehe

    Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: