Curtinhas de quinta-feira na Campus Party

Eleições na Web voltam a ser tema de debate.

Nessa quinta-feira o palco Social Media da Campus Party voltou a receber nomes de peso das últimas eleições presidenciais do Brasil. Na mesa, representantes das campanhas dos três principais candidatos à presidência; Soninha Francine, coordenadora da campanha de José Serra; Marcelo Branco, coordenador de campanha da presidente eleita Dilma Rousseff; e Caio Túlio Rocha, coordenador da Campanha de Marina Silva.

Durante mais de uma hora, os membros da mesa falaram sobre o impacto que a internet, e principalmente as Redes Sociais tiveram nas últimas eleições. Discussões quentes e acirradas agradaram bastante o público presente ao evento.

Videologs

Muitos deles são jovens, mas já conseguiram fama nacional através da publicação de videologs na web. Videologs são canais onde qualquer pessoa pode postar vídeos produzidos em casa, até mesmo com uma webcam, para que qualquer pessoa possa ter acesso na grande rede. É uma das formas mais democráticas de produção de vídeos na web.

No debate sobre videologs no palco Social Media da Campus Party estive presente, entre outros, pelo vlogueiro PC Siqueira, que ficou famoso em 2010 com seu vlog “Mas Poxa Vida”, no qual ele comenta de maneira bastante bem-humorada sobre fatos comuns do seu dia-a-dia.

Segundo ele, na internet as pessoas tem a possibilidade de produzir e divulgar vídeos sendo elas mesma, ao contrário da televisão, e fazer com que as pessoas se identifiquem com isso.

 

Steve Crocker na Campus Party

Steve Crocker é um dos nomes mais antigos da internet, tendo trabalhado na criação dos protocolos da Arpanet durante a década de 60. A Arpanet, uma rede de computadores que conectava algumas das principais universidades norte-americanas, pode ser considerada como o embrião da internet como conhecemos hoje.

Em sua palestra no palco principal da Campus Party, Crocker falou sobre segurança digital, área na qual sua empresa é especializada. Ele abordou alguns dos problemas nos protocolos que regem a rede hoje, e afirmou que a “Nunca ficaremos 100% seguros na internet”. Segundo ele também, “Em alguns anos a internet será algo tão comum, a ponto dela estar lá e nós nem falarmos mais sobre ela.”

Idéias criativas dos campuseiros

E não foram apenas as empresas que trouxeram idéias criativas para a Campus Party. O jovem Guilherme Fuzato trouxe o seu zepelim branco para o salão principal do evento. Totalmente construído por ele com alguns amigos, o zepelim tem uma estrutura plástica e funciona por controle remoto. Até o motos e as hélices foras feitas à mão por ele e sua equipe. Muitos dos presentes ao evento ficaram impressionados com o balão que não para de flutuar sobre os milhares de campuseiros.

 

Cartão Curtir é uma das idéias criativas na Campus Party

O Facebook já é umas das redes sociais que mais cresce no Brasil. Apesar de ainda ser menos utilizada pelos brasileiros do que o Orkut, a rede criada por Mark Zuckerberg não para de ganhar membros, e caminha para o topo do ranking no Brasil. Duas das principais vantagens do Facebook são a sua grande possibilidade de integração com outras redes sociais, o que permite que todas as atualizações do usuário, de todas as redes que ele participa, se concentrem nele; e a possibilidade de que desenvolvedores possam criar novos aplicativos para a rede.

Com base nessas duas possibilidades, a empresa Plankton Digital desenvolveu e trouxe para a Campus Party o Cartão Curtir. A idéia é trazer o Facebook para a vida real. Funciona da seguinte forma: vários cartões foram distribuídos às pessoas presentes no salão da Campus, e 4 cubos, equipados com sensores e leitores para reconhecer o cartão, foram instalados em locais específicos. A pessoa que recebeu o cartão precisava apenas cadastrá-lo no site da campanha. A partir daí, bastava aproximar o cartão de um desses cubos para “curtir” a palestra ou o debate que estava sendo realizado no lugar em que o cubo estava instalado, e uma mensagem era enviada para o perfil da pessoa no Facebook.


Anúncios

Sobre João Paulo

Data Intelligence na Ogilvy. Bacharel em Comunicação Social - Midialogia pela UNICAMP. Me dedico à compreensão, planejamento e execução de estratégias de comunicação em plataformas de mídias sociais. Leio muito sobre sobre Social Media e Transmedia Storytelling. Ver todos os artigos de João Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: